domingo, 17 de agosto de 2008

O que Deus veste..


Vejo, abaixo a este teto de varanda
Nuvens perpassantes no arredor celeste
De um azul tão limpo e claro
Como aquele que Deus veste.

Sinto, vento vindo das mínimas montanhas
Umidecido frescamente pelo rio
Das pontas de meus finos dedos
Ao meu mais comprido fío.

Natureza, bela natureza!
És predileta obra de arte
Quadro que era branco e Deus pintou
Que Eu também faço parte.

Eu sou somente uma gota
Desses rios e oceanos
Mas posso ser aquele fruto
Que dá só de ano em ano.

D'u Carvalho

2 comentários:

Neto disse...

TA APROVADO!!!!!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.